Image

A emoção e a sensação do novo e diferente

A palavra “experiência” (do latim experientia, ensaio, prova, tentativa) significa o “conhecimento adquirido por prática, estudos, observação, etc.; experimentação”, segundo o dicionário Priberam da Língua Portuguesa. O dicionário Oxford explica que, “ao lado da consciência, a experiência é o foco central da filosofia da mente.

O exercício da experiência está diretamente ligada com o momento presente de cada viajante que procura sentindo na respiração, na batida do coração, no movimento e na sinergia, que traduz em sentimentos: emoção, prazer, inspiração e satisfação.

Degustar um bom vinho produzido numa vinícula gaúcha, fazer turismo de natureza e descobrir as belezas da Chapada dos Guimarães, em Goiás. Realizar o plantio de árvores nativas da Mata Atlântica, no Rio de Janeiro. Percorrer os caminhos místicos das ruínas de Macchu Picchu, no Peru. Jantar o cardápio da família imperial brasileira em Petrópolis, no Rio de Janeiro.

Estas são algumas das experiências que os viajantes ávidos por novas experiências podem vivenciar graças a uma tendência que vem crescendo cada vez mais no mundo, pessoas que buscam uma vivência mais personalizada em sua viagem: o Turismo de Experiência.

Não apenas os viajantes, mas também suas famílias buscam roteiros turísticos não tradicionais que atendem mais aos anseios que combinem com suas necessidades pessoais. Fazer uma viagem que traga alguma experiência diferente, que a família cresça com aquela experiência e que todos voltem impactados com o destino visitado.

O Turismo de Experiência veio para ficar e não é mais tendência, e sim realidade dentro do mercado de viagens no Brasil

Simone Hipólito Guia de Turismo, empreendedora e colaboradora do Blog Destinos com Experiências